terça-feira, 9 de outubro de 2007

malandragem




Velho malandro que jogava caxeta no bar da esquina
Velho malandro que olhava o rabo de saia da menina
Velho malandro que comprava mais barato do que vendia
Velho malandro que sempre que podia, mentia.
Velho malandro que jamais esperava a morte, porque dizia

quem esperava a morte, morria.

2 comentários:

andré disse...

eu não espero não!

=P

hehehehe

abração!

R Lima disse...

Bom voltar aqui e reencontrar blog atualizado...

E ao texto.. só me resta dizer que de tudo e a tudo devemos estar preparados, mas até que ponto para a morte o preparo deve ter sentido?

Abçs,


Texto de hoje: Sentidos...

Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...